logo

A SEGUIR

"Rádio Saudade"

12:00:00 - 13:00:00

"Mistura Brasileira"

13:00:00 - 14:30:00

Projeto quer reservar vagas para mulheres na construção civil

Está tramitando na Assembleia Legislativa do Paraná um projeto de lei que quer obrigar o governo do Estado a reservar pelo menos 5% das vagas de trabalho na construção de obras públicas para as mulheres.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados de abril deste ano revelam que o setor da construção civil apresentou saldo positivo de 14 mil contratações somente neste mês. Em meio a todas essas oportunidades, estão mulheres que enfrentaram o preconceito e colocaram, literalmente, a mão na massa.// Márcia Aparecida Bagateli é uma delas. Junto com o esposo, ela entrega uma casa pronta. Márcia garante que em um canteiro de obras, as mulheres dão conta do recado.

Um projeto de lei do deputado estadual Gilberto Ribeiro do PP, institui 5% de vagas de trabalho para mulheres em obras de responsabilidade do governo do Estado.

O texto determina que o Poder Executvo deverá colocar em todos os editais de licitação de obras públicas e em todos os contratos diretos realizados com o mesmo fim, a exigência de reservar a porcentagem de vagas para o público feminino. De acordo com o parlamentar, a lei vai garantir a inclusão da mulher no ramo da construção civil.

O projeto de lei foi aprovado em primeira discussão pela Assembleia Legislativa do Paraná, recebeu uma emenda e retornou à Comissão de Constituição e Justiça. Trabalhadora da construção civil, Márcia Bagateli, disse que se o projeto virar lei no Paraná, além da inclusão também vai trazer reconhecimento para as mulheres, que trabalham neste setor há anos.

Topo