logo

A SEGUIR

"Alma da Terra"

10:00:00 - 11:50:00

"A Voz da Esperança"

11:50:00 - 12:00:00

José Maria Marin é banido do futebol mundial

A Câmara Independente do Comitê de Ética da Fifa considerou José Maria Marin, 86 anos, ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e ex-membro de vários comitês da Fifa, culpado de suborno em violação ao Código de Ética. A investigação sobre o José Maria Marin relacionou-se a vários esquemas de propinas, em particular durante o período de 2012 a 2015, em relação ao seu papel na concessão de contratos para empresas para a mídia e direitos de marketing para competições da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), Concacaf (Confederação América do Norte e América Central) e CBF. Em sua decisão, a Câmara Independente descobriu que Marin havia violado o art. 27 (Suborno) do Código de Ética da FIFA e, como resultado, baniu-o por toda a vida de todas as atividades relacionadas ao futebol (administrativas, esportivas ou qualquer outra) em nível nacional e internacional. Além disso, uma multa no valor de 1 milhão de francos suíços (R$ 3,86 milhões). A decisão foi notificada a José Maria Marin nesta segunda-feira.

O árbitro de vídeo causou polêmica nos estaduais pelo Brasil. Foi unanimidade: o VAR não agradou e virou um “vilão em comum” no Campeonato Paulista, Carioca, Mineiro e Gaúcho.

E a final do Paranaense já está em disputa. O Toledo largou com vantagem  vencendo o primeiro jogo, nesse domingo  em casa por 1 a 0. O Athletico Paranaense  é quem terá que se esforçar mais  na partida de volta, dia 21 de abril (domingo), na Arena da Baixada. Com  a vitória de ontem , o Toledo fica com o título se empatar. Se a equipe da capital vencer por um gol de diferença, a definição do título será nos pênaltis.  O Furacão precisa vencer por dois gols ou mais de diferença para conquistar o troféu.

 

Topo