logo

A SEGUIR

"Alma da Terra"

10:00:00 - 11:50:00

"A Voz da Esperança"

11:50:00 - 12:00:00

Delegado atira para os lados e acerta tenente dos Bombeiros

Um delegado da Polícia Civil se envolveu em uma confusão na madrugada deste domingo. O delegado é Daniel Prestes Fagundes, que é presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná (Adepol). Segundo testemunhas  na madrugada de domingo ele fez disparos com arma de fogo, em dois locais diferentes,  e se mostrava alterado.  Em um dos momentos os estilhaços atingiram um tenente do corpo de bombeiro que chamou a polícia militar.  A PM chamou apoio da Polícia civil, e  levou o delegado para prestar esclarecimentos, em seguida ele foi liberado. A Polícia Civil informou em nota que todos os fatos envolvendo o delegado, serão apurados e que se forem verificadas irregularidades, será punido de acordo com a legislação.

O programa Mais Médicos teve novas desistências no Paraná. após a saída dos profissionais cubanos, agora médicos brasileiros que ocuparam as vagas no Paraná desistiram do trabalho e no estado já faltam médicos no serviço básico de saúde de 49 municípios.  Nessas cidades, 60 médicos brasileiros haviam sido contratados  mas desistiram de participar do programa. O número representa 13% das vagas abertas no Paraná./ Não previsão  de abertura de um novo edital pelo Ministério da Saúde.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados tem reunião marcada para esta segunda-feira (15), às 14h, para discutir a proposta da reforma da Previdência. O relator da reforma, Marcelo Freitas (PSL-MG), apresentou na semana passada parecer favorável à reforma. A votação está prevista para esta semana. Na CCJ, os deputados analisam se a proposta  está de acordo com a Constituição. O mérito (conteúdo) da medida, porém, só será discutido em uma  comissão especial, ainda a ser criada. O presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), informou na última sexta-feira (12) que decidiu colocar a reforma da Previdência como primeiro item da pauta por considerá-la prioritária.

Topo