logo

A SEGUIR

"A Hora da Misericórdia"

15:00:00 - 15:30:00

"Show da Tarde"

15:30:00 - 17:00:00

Vereador de Boa Esperança do Iguaçu é preso em operação do Gaeco

O vereador Valdir Cândido da Silva (PDT), de Boa Esperança do Iguaçu, no sudoeste do Paraná, foi preso durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na manhã desta terça-feira (21).

Na mesma ação, os agentes prenderam também o contador da Câmara de Vereadores, Eleandro Bianchini. Ele foi preso em Francisco Beltrão, para onde se mudou recentemente.

Os dois são suspeitos de cometer irregularidades em contratos de publicidade. E, segundo as investigações, a irregularidade foi cometida no início de 2018, quando Valdir da Silva, o Dile, era presidente da Câmara.

“Confirmamos que houve a cobrança de valores por parte deste vereador, utilizando como intermédio outro funcionário da Câmara, que era quem fazia a exigência de algumas empresas que tinham contrato com a Câmara de Vereadores de Boa Esperança”, comentou o promotor Tiago Vacari.

Ainda segundo o promotor, o vereador ameaçava os empresários com o rompimento dos contratos caso não pagassem a propina exigida.

Há a suspeita de que outros contratos tenham sido firmados de forma irregular e serão analisados pelo Gaeco.

Dile foi levado para a cadeia de Dois Vizinhos, onde deve ficar preso temporariamente por cinco dias, para não atrapalhar a coleta de provas, conforme o Gaeco. Ele disse que não sabe o motivo da prisão.

Já o contador deve permanecer preso também por cinco dias na cadeia de Francisco Beltrão.

Em nota, a Câmara Municipal de Boa Esperança do Iguaçu informou que está colaborando com o Ministério Público, entregou todos os documentos exigidos e está à disposição para apresentar novos documentos se solicitados.

O legislativo disse ainda que por desconhecer o motivo das prisões não vai comentar o caso.

Até a última atualização desta reportagem, o G1 tentava contato com a defesa de Eleandro Bianchini.

Topo