Os 3 principais inimigos da nossa alma

Você consegue adivinhar quais são?

Viver uma vida focada no Evangelho de Jesus Cristo não é fácil. Somos constantemente bombardeados por vários “inimigos” de nossa alma. Deus permite que eles nos tentem para testar a nossa fé. 

Mas quais são esses “inimigos”? São João da Cruz explica: 

“Todos os males aos quais a alma está sujeita procedem dos três inimigos já mencionados: o mundo, o diabo e a carne. Se pudermos nos esconder deles, não teremos combates para lutar. O mundo é menos difícil, e o diabo é mais difícil de entender; mas a carne é a mais obstinada de todas, e a última a ser superada junto com o “homem velho”. 

Esses três inimigos estão ligados à parábola do semeador de Jesus, que pode nos ajudar a entender nossa necessidade de sermos vigilantes e combatermos essas forças. Aqui está a referida passagem para refrescar nossas memórias: 

“Ouvi: Saiu o semeador a semear. Enquanto lançava a semente, uma parte caiu à beira do caminho, e vieram as aves e a comeram. Outra parte caiu no pedregulho, onde não havia muita terra; o grão germinou logo, porque a terra não era profunda, mas, assim que o sol despontou, queimou-se e, como não tivesse raiz, secou. Outra parte caiu entre os espinhos; estes cresceram, sufocaram-na e o grão não deu fruto. Outra caiu em terra boa e deu fruto, cresceu e desenvolveu-se; um grão rendeu trinta, outro sessenta e outro cem”. (Marcos 4,3-8)

As passagens abaixo também falam sobre esses inimigos de nossa alma. Reflita sobre elas. 

1. O mundo

“Outros ainda recebem a semente entre os espinhos; ouvem a palavra, mas as preocupações mundanas, a ilusão das riquezas, as múltiplas cobiças sufocam-na e a tornam infrutífera.” (Marcos 4,18-19)

2. A carne 

“Outros recebem a semente em lugares pedregosos; quando a ouvem, recebem-na com alegria, mas não têm raiz em si, são inconstantes, e assim que se levanta uma tribulação ou uma perseguição por causa da palavra, eles tropeçam.” (Marcos 4,16-17)

3. O diabo 

“Alguns se encontram à beira do caminho, onde ela é semeada; apenas a ouvem, vem Satanás tirar a palavra neles semeada.” (Marcos 4,15)

Topo