Ao vivo

Show da Tarde

com Bibiane Kichel

15:30 até as 17:00

a seguir:

Entardecer Musical

com Reinaldo Claudino

17:00 até as 19:00

Notícias

60 anos da Diocese de Palmas – Francisco Beltrão: Passado, presente e futuro

12/01/18 09:01

Inspirando-me no Papa Francisco quero aqui neste artigo expressar através dos verbos “olhar”, “viver” e “abraçar”, o passado, o presente e o futuro de nossa Diocese, nos seus 60 anos, neste domingo 14 de janeiro de 2018, com gratidão, paixão e esperança. Para Francisco existem, sobretudo, três objetivos para nos entendermos diante de nossa vida, da vocação e da história. Entre eles, “olhar o passado com gratidão” para manter viva a própria identidade, sem fechar os olhos para as incoerências, fruto das fraquezas humanas, e inclusive de qualquer esquecimento de alguns aspectos essenciais destes 60 anos. O segundo objetivo é “viver o presente com paixão”, nossa missão como Igreja em saída missionária, a serviço do Reino de Deus, optando pelos mesmos que foram os preferidos de Jesus. E por último, como o terceiro objetivo “abraçar o futuro com esperança”, sem desanimar-se por tantas dificuldades e desafios que se encontram na vida eclesial e na sociedade em geral, pois eles se tornam perspectivas e possibilidade de “fazer novas todas as coisas”.



“Olhar o passado com gratidão”. Olhemos o passado da nossa diocese e nos alegremos agradecidos, pois Deus nos conduziu até o presente com graças e bênçãos. Resta-nos louvar e bendizer a Deus pelos bispos, sacerdotes, diáconos, religiosas e religiosos, fiéis leigos comprometidos com a missão evangelizadora nesta diocese, porção do povo de Deus. Foram criadas muitas paróquias e comunidades, seminários e casas religiosas. Foram ordenados sacerdotes, filhos deste nosso abençoado Sudoeste do Paraná. Para cá vieram tantos missionários como daqui foram legiões de homens e mulheres para todos os quadrantes do mundo como discípulos do Senhor. Esta Igreja gerou vocações para muitas regiões do Brasil e além-fronteira. Deus seja louvado pelo testemunho de fé de tantas mulheres e homens que assumiram sua vocação batismal a serviço da Boa Nova de Jesus Cristo nas pastorais, movimentos e serviços. Tudo o que vivemos na vida desta Igreja Particular no passado foi muito bom para aquela época, pois vivemos situações que marcaram profundamente nossas vidas como seguidores de Jesus. O que somos e temos são frutos de pessoas abnegadas que testemunharam e doaram suas vidas pela fidelidade eclesial.



“Assumir com paixão o presente”. Na celebração dos 60 anos da Diocese temos um Plano Diocesano de Pastoral em plena atividade. Vamos, pois, assumi-lo com paixão. Vamos vivenciá-lo em nossas comunidades, paróquias e diocese! Almejamos que o Plano tenha continuidade dando à Diocese dinamicidade nas tantas atividades apostólicas presentes nesta Igreja, assumindo com coragem e ousadia o grande desafio que o Papa Francisco nos pede na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium: “Uma Igreja em saída missionária”. Este é o grande apelo do bispo de Roma e o nosso apelo aos nossos diocesanos. Que o Plano nos oriente e nos mostre, a partir do Evangelho de Jesus Cristo, atitudes concretas na construção do Reino de Deus, valorizando todos os carismas e dons de nossos fieis. De fato, se queremos ter uma diocese preparada para responder aos desafios do tempo presente, às demandas da atualidade e de tempos globalizados é preciso planejar, traçar metas, ter estratégias de ação e criatividade.

Gostaria de propor, entre as “Pistas de Ação para o tempo presente”, à missão evangelizadora da Diocese, que pudéssemos quem sabe, priorizar com maior intensidade, as que seguem: 1. A formação bíblica, litúrgica, teológico-pastoral. A formação aos nossos leigos deve ser nossa preocupação principal. 2. Recuperar o protagonismo dos Grupos de Reflexão/Família e os Grupos de Jovens. 3. Promover e conscientizar a importância da Pastoral do Dízimo como “devolução consciente de que tudo o que temos e somos recebemos de Deus”. 4. Reestruturar os Conselhos de Pastoral Paroquial/Comunitário. 5. As Pastorais Sociais são como que os gestos concretos de nossa identidade cristã.



“Olhar o futuro com esperança”. De acordo com o Documento de Aparecida, as paróquias “são células vivas da Igreja e o lugar privilegiado no qual a maioria dos fiéis tem uma experiência concreta de Cristo e a comunhão eclesial. São chamadas a serem casa e escola de comunhão”. Os bispos sugerem que as paróquias se transformem “cada vez mais em comunidade de comunidades”. Aparecida propõe-nos a comunidade como o centro da vivência cristã, lugar dos irmãos e irmãs na mesma fé. As paróquias têm um papel importante na vivência e na caminhada da fé. Para a maioria de nossos fiéis, elas são o único espaço de inserção na Igreja. Nossa Diocese de Palmas/Fco. Beltrão está constituída como uma “soma de paróquias/comunidades”. Esta é a colegialidade eclesial a comunhão no serviço e na missão.

O pontificado do Papa Francisco indica e colabora para que ocorra essa mudança de mentalidade e de prática pastoral, sempre em uma Igreja/Diocese em saída. A evangelização é dever da Igreja, de todos os batizados em Jesus Cristo e inseridos na comunidade de fé.

Queremos olhar o futuro com esperança em nossa diocese sob os seguintes aspectos pastorais: 1. A Iniciação à Vida Crista: itinerário para formar discípulos missionários como prioridade entre todas as pastorais e movimentos; 2. Os crismados assumindo a sua vida adulta na comunidade; 3. Interagir com os jovens que se afastaram da Igreja, deixando-a triste e vazia. 4. A Pastoral Familiar como referência fundamental para salvarmos o quanto antes o maior número possível de casais e famílias das influências e ideologias que não admitem que fomos criados à imagem e semelhança de Deus, e que a família é um dom de Deus e que o Sacramento do Matrimônio é uma vocação teológica e expressão de amor.

Louvemos e agradecemos a Deus pelos 60 anos de história da Igreja como Diocese no Sudoeste do Paraná.

Dom Edgar Ertl
Bispo da Diocese de Palmas e Francisco Beltrão




› Voltar

› Veja todas as noticias

PARCEIROS

PREVISÃO DO TEMPO

PROGRAMAÇÃO DO DIA

  • › 05:00 às 06:00 - Amanhecer no Sertão
  • › 06:00 às 06:05 - Oração da Manhã
  • › 06:05 às 06:50 - Amanhecer no Sertão
  • › 06:50 às 07:00 - O Homem e a Terra
  • › 07:00 às 07:30 - RVP Notícias 1ª Edição
  • › 07:30 às 10:00 - Bom Dia Cidade
  • › 10:00 às 11:50 - Alma da Terra
  • › 11:50 às 12:00 - A Voz da Esperança
  • › 12:00 às 12:05 - Prefeitura Municipal de Coronel Vivida
  • › 12:05 às 12:30 - RVP Notícias 2ª Edição
  • › 13:00 às 15:00 - Sementes da Nossa Terra
  • › 15:00 às 15:30 - A Hora da Misericórdia
  • › 15:30 às 17:00 - Show da Tarde
  • › 17:00 às 19:00 - Entardecer Musical
  • › 19:00 às 20:00 - A Voz do Brasil
  • › 20:00 às 22:00 - Raízes Sertanejas
  • › 22:00 às 23:00 - Experiência de Deus
  • › Veja toda a nossa programação