Ao vivo

Retratos e Canções

20:30 até as 22:00

a seguir:

com

até as

Notícias

Novos fundos garantem suporte aos 700 mil pequenos negócios do Paraná

23/10/18 14:10

A governadora Cida Borghetti formalizou nesta segunda-feira (22) a regulamentação dos três fundos de fomento às micro e pequenas empresas. Geridos pela Fomento Paraná, eles vão facilitar o acesso ao crédito e podem estimular o crescimento dos quase 700 mil pequenos negócios instalados no Estado. Os documentos foram apresentados no Sebrae-PR, em Curitiba.

“Objetivo é que os pequenos negócios tenham suporte para poder crescer, já que são grandes geradores de emprego e renda”, afirmou a governadora. Cida destacou o Fundo de Aval Garantidor das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Paraná (FAG/PR), que vai facilitar a vida do empresário no momento de contratar crédito. “Antes, para buscar crédito, era preciso o aval de um parente ou amigo. Com esse fundo, isso não será mais necessário”, afirmou.

Além do Fundo de Aval Garantidor, foram regulamentados o Fundo Capital de Risco do Paraná (FCR) e o Fundo de Inovação das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (FIME). “Com os novos fundos fica mais fácil para os micro e pequenos empreendedores buscarem a autonomia financeira e desenvolverem o seu próprio negócio, gerando assim emprego e renda”, disse Cida. “É mais uma ação voltada ao desenvolvimento e inovação. O Paraná se destaca em nível nacional, fruto de uma parceria bem-sucedida com a sociedade e com as entidades que apoiam o desenvolvimento econômico”.

Grande vitória
O Fundo de Aval foi criado para que os pequenos negócios possam superar uma das maiores barreiras de acesso ao crédito: a falta de garantia. Agora, fica mais fácil acessar financiamentos pela Fomento Paraná; Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE); Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP); e outras instituições oficiais de crédito.

De acordo com presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/PR, Ágide Meneguette, na maioria das vezes o que impossibilita o crescimento dos pequenos negócios é o aval, esse fundo dará a garantia gerando oportunidade para que pequenos negócios possam se desenvolver.

“As pequenas e médias empresas são os maiores geradores de emprego do Brasil. Esses fundos, em especial o de Aval, serão a garantia para que esses empresários possam obter crédito e financiamentos para criar e ampliar seus negócios. Essa é uma grande vitória, graças à sensibilidade da nossa governadora”, afirmou Meneguette.

Suporte
O Fundo de Capital de Risco permitirá aportar recursos em empresas de micro e pequeno porte com potencial de crescimento rápido. O FCR oferecerá custos menores do que o crédito bancário e será composto com recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE) e outras fontes. Entre elas, estão cotas de Fundos de Investimentos em Participações (FIP); Fundos Mútuos de Investimentos em Empresas Emergentes (FMIEE); Fundos de Investimentos em Empresas Emergentes e Inovadoras (FIEEI); e Fundos de Investimento em Participação na Produção Econômica Intensiva em Pesquisa, Desenvolvimento e Educação (FIP-PD&I), geridos por administradoras com competências e idoneidade segundo critérios estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O terceiro fundo, o Fime, visa ampliar a competitividade das micro e pequenas empresas. Ele permitirá financiar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação neste segmento.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Virgílio Moreira, afirmou que os três novos fundos se complementam e têm por finalidade apoiar sempre o micro e pequeno empresário. “Primeiramente os empresários precisam do aval, que é a garantia para os créditos. O fundo de capital possibilita que o governo também seja o investidor, por meio das agências de fomento. Já o terceiro fundo dará oportunidade para que as empresas inovadoras se desenvolvam. Com esse apoio as empresas terão mais facilidade para crescer e se manter no mercado”, disse o secretário.

Fomento Paraná
A Fomento Paraná, instituição financeira pública que vai gerenciar os novos fundos, financia projetos de investimento para empreendedores da indústria, do comércio, do setor de serviços e até da agricultura. “Com o fundo de aval nós garantiremos essas operações por meio das linhas que já estão disponíveis”, disse o diretor – presidente da Fomento Paraná, Vilson Ribeiro de Andrade. “A instituição já está à disposição para atender os empresários, com essa nova garantia que facilitará as operações”, afirmou.

Desde 2011 a instituição já contratou mais de R$ 1 bilhão em financiamentos para empresas de micro, pequeno e médio porte em todo o Estado – além de outros R$ 1,5 bilhão para obras de infraestrutura nos municípios. No microcrédito, linha que atende especialmente os pequenos negócios e responde por 85% dos contratos anuais da instituição, foram contratados R$ 281 milhões. Essas operações beneficiaram mais de 27.700 empreendimentos em 315 municípios de todas as regiões do Estado.

Por: João Luiz Garcia (Tiguera)
Fonte e Foto: AEN/PR



› Voltar

› Veja todas as noticias

PARCEIROS

PREVISÃO DO TEMPO

PROGRAMAÇÃO DO DIA

  • › 06:00 às 07:00 - Encontro de Gerações
  • › 07:00 às 08:30 - Ricordi d´Itália
  • › 08:30 às 09:30 - Santa Missa da Matriz São Roque
  • › 09:30 às 12:00 - Pallotti no Interior
  • › 12:00 às 13:00 - Rádio Saudade
  • › 13:00 às 14:30 - Mistura Brasileira
  • › 14:30 às 15:30 - Músical Especial
  • › 15:30 às 18:30 - Transmissão de Futebol
  • › 18:00 às 18:05 - Oração da Manhã
  • › 18:30 às 20:30 - Cultivando a Tradição
  • › 20:30 às 22:00 - Retratos e Canções
  • › Veja toda a nossa programação