Ao vivo

com

até as

a seguir:

com

até as

Notícias

Justiça deferiu o pedido de prorrogação por mais 30 dias da prisão do ex-namorado de Ana Jussara Antunes.

24/11/16 19:11

Por solicitação do delegado Rômulo Ventrella à justiça de Coronel Vivida, deferiu o pedido de prorrogação por mais 30 dias da prisão do ex-namorado de Ana Jussara Antunes, a qual está desaparecida desde o dia 23 de outubro, por tanto à mais de 30 dias. Em entrevista concedida, o delegado continuou afirmando de que as evidencias apontam para um feminicídio, seguido de ocultação de cadáver, onde o principal suspeito deste crime é o ex-namorado de Ana. Segundo o delegado, durante as investigações a polícia descobriu que, no dia 23 de outubro, dia do desaparecimento de Ana Jussara, os dois tiveram uma briga feia, onde testemunhas afirmaram terem ouvido e visto ele bater muito nela. A vítima já tinha uma medida protetiva contra o ex. Na casa do acusado, foram encontrados alguns vestígios, mas, porém poucos indícios de que a vítima tenha sido atingida por tiro, golpe de faca ou algo parecido. Dr. Rômulo acredita que ela tenha sido estrangulada, já que são poucos os vestígios de sangue dentro da casa e o acusado, qual está com os dois antebraços e as mãos muito machucadas, o que pode ser um indício de que a vítima tentava de desvencilhar de alguém que estaria lhe sufocando, causando as lesões já descritas. O delegado revelou que, o acusado tinha lavado o seu veículo pouco antes do fato e no dia seguinte ao sumiço da vítima, ele levou o carro para ser lavado novamente, sendo que o interior do mesmo, já estava limpo. Foram ouvidas dezenas de pessoas, ligadas à suposta vítima e ao acusado, sendo que os depoimentos e os conteúdos existentes nos celulares apreendidos, de pessoas ligas aos dois, reforçam esta tese exposta pelo delegado. O fato de o corpo de Ana Jussara não ter sido encontrado, não tira a convicção de que ela esteja morta, pois as evidencias, segundo o delegado são muitas. O delegado deixou claro que esta prisão prorrogada por mais 30 dias, vai possibilitar à Polícia Civil intensificar ainda mais a investigação, pois o trabalho tem sido intendo por parte do delegado e seus comandados. As pessoas que por ventura tiver alguma informação, pode estar repassando de forma anônima para a polícia. Os telefones são: 46-32321299, 32321599, 181, 190.
Por Valdenir Lima
Relembre os fatos:
A família e a população de Coronel Vivida e de Honório Serpa, continuam aguardando uma resposta para o desaparecimento de Ana Jussara Antunes. Nesta quarta-feira, dia 23 de novembro, completa um mês que Ana Jussara desapareceu. Ana Jussara está viva? Onde ela está? Ela está morta? Onde está o seu corpo. Ela sumiu por conta própria ou alguém sumiu com ela? O Delegado Rômulo Ventrella, prendeu o ex-namorado de Ana Jussara como sendo o principal suspeito do seu sumiço. A prisão é temporária, por 30 dias, a qual vence no dia 25, sexta-feira, mas o delegado fez o pedido de prorrogação, por mais 30 dias, o que deve ser deferido ou não até quinta-feira pelo Judiciário. O ex-namorado, nega que tenha sumido com ela. O QUE REALMENTE ACONTECEU? Segundo o delegado, as investigações continuam. Dr. Romulo, pede á população que se alguém tiver alguma informação, para que repasse à polícia pode ser de forma anônima.
Relembre o caso:
Mulher moradora em Coronel Vivida, mas com familiares em Honório Serpa está desaparecida e seu namorado está preso.
A Polícia Civil, de Coronel Vivida tomou conhecimento na última terça-feira, dia 25 de outubro, do desparecimento de, Ana Jussara Antunes 24 anos. Desde então, o Delegado Rômulo Ventrela e seus policiais, iniciaram as investigações, as quais apontam como suspeito o namorado de Ana, um rapaz de 38 anos. Nesta quinta-feira, dia 27 de outubro, o suspeito foi preso, cuja a prisão temporária é por 30 dias, sendo que o detido é suspeito do possível assassinato e ocultação de cadáver da ex-companheira, Ana Jussara Antunes, desaparecida desde à noite de domingo, dia 23 de outubro.
Ana Jussara desapareceu após ter uma briga com o ex-companheiro na casa dele, não sendo mais vista.
A vítima, conforme apurado pela Polícia Civil, foi agredida e ameaçada de morte pelo suspeito por diversas vezes, o que fez com que ela rompesse o relacionamento que durou dois anos.
A polícia Judiciária apurou, ainda que o suspeito não aceitava o fim do relacionamento e sempre que encontrava Ana Jussara pela rua a ameaçava e, por vezes, a agredia fisicamente.
Na madrugada de sábado, dia 22, o suspeito já havia agredido e ameaçado a vítima de morte ao vê-la em um posto da cidade, local de encontro de jovens. Depois disso, no sábado à noite, o suspeito apanhou a vítima na residência dela e a levou para sua casa, sendo que no domingo à noite, dia 23, depois de uma violenta briga tida entre os dois e que foi presenciada por vizinhos do suspeito, Ana Jussara não foi mais vista.
Interrogado pela autoridade policial responsável pelo caso, Delegado Rômulo Contin Ventrella, o suspeito apresentou várias contradições em seu depoimento, não sabendo explicar as evidencias que havia contra ele.
Em razão dos fortes indícios existentes contra o suspeito e a possibilidade de que ele viesse a atrapalhar as investigações, a Polícia Civil solicitou sua prisão temporária, que foi cumprida nesta quinta-feira.
“Nós trabalhamos com várias hipóteses, mas a mais provável, infelizmente, é a de um feminicídio”, afirmou o Delegado.
Na quinta-feira, além da prisão do suspeito, a Polícia Civil realizou buscas na casa e no veículo dele, sendo auxiliada pelo Instituto de Criminalística e pelo Corpo de Bombeiros de Coronel Vivida, que chegou a entrar em um poço existente no imóvel do suspeito à procura de evidencias.
“Desde a notícia do desaparecimento a polícia Civil, mesmo com a greve da base e a deficiência de material humano, tem trabalhado para solucionar o caso”. “Nosso objetivo maior é encontrar Ana Jussara e esclarecer o caso”, completou o delegado.
Por Valdenir Lima


Fotos da Notícia



› Voltar

› Veja todas as noticias

PARCEIROS

PREVISÃO DO TEMPO

PROGRAMAÇÃO DO DIA

  • › 05:00 às 06:00 - Manhã Viva
  • › 06:00 às 06:05 - Oração da Manhã
  • › 06:05 às 07:00 - Manhã Viva
  • › 07:00 às 07:30 - Sindicato Rural
  • › 07:30 às 10:00 - Momento Novo
  • › 10:00 às 11:00 - Experiência de Deus
  • › 11:00 às 11:30 - Câmara de Vereadores
  • › 11:30 às 12:00 - Sindicato dos Trabalhadores Rurais
  • › 12:00 às 12:30 - Destaques Esportivos
  • › 12:30 às 14:00 - Viola e Canção
  • › 14:00 às 14:30 - Jesus Te Ama
  • › 14:30 às 15:30 - Universo Sertanejo
  • › 15:30 às 17:00 - Super Paradão Sertanejo
  • › 17:00 às 19:00 - Querência Gaúcha
  • › 19:00 às 21:00 - A Noite é Nossa
  • › 21:00 às 22:00 - Oração do Santo Terço
  • › Veja toda a nossa programação