Ao vivo

Transmissão de Futebol

15:30 até as 18:30

a seguir:

Oração da Manhã

com Pe. Reginaldo Manzotti

18:00 até as 18:05

Notícias

CNBB questiona reforma do Ensino e defende amplo debate com a sociedade.

28/11/16 11:11

No encerramento do encontro do Conselho Episcopal Pastoral (CONSEP), na última semana, os Bispos do Brasil defenderam ampla discussão sobre a proposta de reforma do Ensino Médio. Entretanto, criticaram a escolha do governo em aprovar a matéria utilizando como instrumento de tramitação a Medida Provisória. Ao manifestar inquietação, a CNBB justifica que a medida do governo sofre os limites de uma busca apressada de solução sem a participação da sociedade.
A manifestação foi assinada pelo Arcebispo de Salvador e Presidente em Exercício da CNBB, Dom Murilo Krieger; Dom Guilherme A. Werlang da Comissão Episcopal para o Serviço da Caridade da Justiça e da Paz; e Dom Leonardo Ulrich Steiner, Secretário-Geral da CNBB. Para a entidade a iniciativa para aprimorar a realidade do ensino médio é louvável, pois entende que o modelo atual não prepara os estudantes para os desafios da contemporaneidade. “A MP 746/16 é uma proposta para a superação das reconhecidas fragilidades do Ensino Médio brasileiro”, salienta a publicação.
Para o Consep, a questão da Educação brasileira não pode se limitar à reforma do Ensino Médio. Antes, requer amplo debate com a sociedade organizada, particularmente com o mundo da educação. É a melhor forma de legitimação para medidas tão fundamentais. “Toda a vez que um processo dessa grandeza ignora a sociedade civil como interlocutora, ele se desqualifica. É inadequado e abusivo que esse assunto seja tratado através de uma Medida Provisória”, cita.
Defende que a educação deve formar integralmente o ser humano e o foco das escolas não pode estar apenas em um saber tecnológico e instrumental. Há que se contemplar igualmente as dimensões ética, estética, religiosa, política e social. A escola é um dos ambientes educativos no qual se cresce e se aprende a viver. Ela não amplia apenas a dimensão intelectual, mas todas as dimensões do ser humano, na busca do sentido da vida.
Salienta que em um contexto de crise ética como o atual, é um contrassenso propor uma medida que intenta preparar para o mercado e não para a cidadania. “Dizer que disciplinas como filosofia, sociologia, educação física, artes e música são opcionais na formação do ser humano é apostar em um modelo formativo tecnicista que favorece a lógica do mercado e não o desenvolvimento integral da pessoa e da sociedade”, manifesta.
Ao final da Nota, o Conselho da CNBB conclama a sociedade, particularmente os estudantes e suas famílias, a não se deixar vencer pelo clima de apatia e resignação. Defende que é fundamental a participação popular pacífica na busca de soluções, sempre respeitando a pessoa e o patrimônio público. A falta de criticidade com relação a essa questão trará sérias consequências para a vida democrática da sociedade.
Por Portal RBJ




› Voltar

› Veja todas as noticias

PARCEIROS

PREVISÃO DO TEMPO

PROGRAMAÇÃO DO DIA

  • › 06:00 às 07:00 - Encontro de Gerações
  • › 07:00 às 08:30 - Ricordi d´Itália
  • › 08:30 às 09:30 - Santa Missa da Matriz São Roque
  • › 09:30 às 12:00 - Pallotti no Interior
  • › 12:00 às 13:00 - Rádio Saudade
  • › 13:00 às 14:30 - Mistura Brasileira
  • › 14:30 às 15:30 - Músical Especial
  • › 15:30 às 18:30 - Transmissão de Futebol
  • › 18:00 às 18:05 - Oração da Manhã
  • › 18:30 às 20:30 - Cultivando a Tradição
  • › 20:30 às 22:00 - Retratos e Canções
  • › Veja toda a nossa programação