Ao vivo

Entardecer Musical

com Reinaldo Claudino

17:00 até as 19:00

a seguir:

A Voz do Brasil

19:00 até as 20:00

Notícias

EX-PREFEITO DE PIÊN, ACUSADO DE MATAR COLEGA ELEITO TROCA DE ADVOGADO E DIZ "SOU INOCENTE"

03/02/17 09:02

O ex-prefeito de Piên, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), Gilberto Dranka, gravou um vídeo de poucos segundos em que diz que é inocente da acusação de ser o mandante do assassinato do prefeito eleito Loir Dreveck, em dezembro. “Eu sou inocente. Não mandei matar, não matei ninguém. Vou provar minha inocência”, diz Dranka na mensagem distribuída à imprensa nesta quinta-feira (2). O político empresário está preso desde terça-feira (31) junto com Leônidas Maahs, atual presidente da Câmara de Vereadores da cidade. Segundo a polícia, os dois teriam preparado uma emboscada para matar Dreveck.

Além de gravar a mensagem, o ex-prefeito também trocou seu advogado. Quem assume o caso agora é o criminalista Cláudio Dalledone. Dranka já esteve acompanhado do advogado durante a audiência de custódia realizada as 18h desta quinta na Justiça da cidade de Rio Negro. Dalledone afirmou que vai estudar o inquérito policial para tomar as providências cabíveis para reverter o pedido de prisão.

Na quarta-feira (1), o então advogado de Dranka, Claudinei Szymczak, disse que o fato do ex-prefeito ter se escondido no forro do teto de sua mansão no momento da chegada da polícia, se explica pelo medo que ele sentiu da casa estar sendo invadida por bandidos. “Ele não entendeu no primeiro momento que era a polícia que estava ali, porque a casa é praticamente invadida e tem muita gente falando e entrando. A sensação que ele teve é de que era um assalto e estavam o atacando, até porque outro prefeito foi morto recentemente”, explicou o advogado.

Mas se havia outras pessoas na casa, esposa e filhos de Dranka, porque apenas ele se escondeu daquela forma? O advogado justificou. “Naquele momento, um correu para cada lado se esconder, em outros lugares” , concluiu.

Além de Gilberto Dranka e Maahs, estão presos Orvandir Arias Pedrini e Amilton Padilha. Dranka é suspeito de encomendar, juntamente com Maahs, a morte do prefeito eleito. Padilha teria sido a pessoa contratada para matar Dreveck. E Pedrini teria sido o intermediário entre os mandantes e o executor.

A motivação do crime, de acordo com a investigação, seria uma desavença política, já que o prefeito eleito não iria atender as demandas do grupo político de Dranka como a distribuição de cargos e secretarias municipais.

Os policiais do Cope ainda cumprem diligências para apurar a suspeita de outros envolvidos com a morte do prefeito eleito de Piên. Novos depoimentos estão sendo tomados pela autoridade policial.

Crime

Dreveck morreu no dia 17 de dezembro, três dias depois de ser baleado na cabeça. Ele foi atingido quando viajava para Santa Catarina, pela PR-420. Dreveck estava em um carro da prefeitura, com a família, quando foi surpreendido por um motociclista que disparou contra ele.

O prefeito eleito foi atingido na cabeça e encaminhado em estado grave ao Hospital e Maternidade Sagrada Família, em São Bento do Sul, Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos.

Por: Denise Mello/ Banda B
Foto: Reprodução/Internet



› Voltar

› Veja todas as noticias

PARCEIROS

PREVISÃO DO TEMPO

PROGRAMAÇÃO DO DIA

  • › 05:00 às 06:00 - Amanhecer no Sertão
  • › 06:00 às 06:05 - Oração da Manhã
  • › 06:05 às 06:50 - Amanhecer no Sertão
  • › 06:50 às 07:00 - O Homem e a Terra
  • › 07:00 às 07:30 - RVP Notícias 1a Edição
  • › 07:30 às 10:00 - Bom Dia Cidade
  • › 10:00 às 11:50 - Alma da Terra
  • › 11:50 às 12:00 - A Voz da Esperança
  • › 12:00 às 12:05 - Prefeitura Municipal de Coronel Vivida
  • › 12:05 às 12:30 - RVP Notícias 2a Edição
  • › 12:30 às 13:00 - Destaques Esportivos
  • › 13:00 às 15:00 - Sementes de Nossa Terra
  • › 15:00 às 15:30 - A Hora da Misericórdia
  • › 15:30 às 17:00 - Show da Tarde
  • › 17:00 às 19:00 - Entardecer Musical
  • › 19:00 às 20:00 - A Voz do Brasil
  • › 20:00 às 22:00 - Amigos pela Fé
  • › 22:00 às 23:00 - Experiência de Deus
  • › Veja toda a nossa programação