Ao vivo

Entardecer Musical

com Reinaldo Claudino

17:00 até as 19:00

a seguir:

A Voz do Brasil

19:00 até as 20:00

Notícias

Discovery Channel grava documentário com professora de Mangueirinha.

27/03/17 10:03

Ela nasceu com uma pinta no rosto. Aos 8 meses teve os primeiros sangramentos na gengiva e a primeira cirurgia. Após anos de busca por informações, aos 14 fez o primeiro procedimento estético e descobriu que o problema era mais sério do que imaginava. Hoje, aos 37 anos, ela se mostra feliz e realizada com a vida.
"Faço praticamente tudo que quero. A única coisa que ainda não pude fazer foi saltar de paraquedas. O meu médico não permitiu", conta Luciana Dorini. Professora na FADEP (Faculdade de Pato Branco), desde que nasceu Luciana convive com uma doença ainda pouco conhecida: o Hemangioma.
A doença é caracterizada por um acúmulo anormal de vasos sanguíneos na pele ou nos órgãos internos, que pode ocorrer em qualquer parte do corpo. Além do tratamento por meio de medicamentos, o paciente muitas vezes, também, acaba tendo que passar por procedimentos cirúrgicos.
Na vida de Luciana, isso foi constante. Desde que diagnosticou a doença, de lá para cá já foram 19 cirurgias. "Já enfrentei muitas vezes o medo de morrer, mas sempre superei. Tive diversas hemorragias e meus cinco últimos procedimentos cirúrgicos me proporcionaram uma qualidade de vida maior", afirma.
A doença nunca foi um problema para Luciana, que é formada em Ciências Contábeis e também atua como contabilista concursada na Câmara Municipal de Mangueirinha. "Já me senti diferente por muitas vezes, mas nunca senti vergonha. Não tenho e não preciso ter vergonha da doença. Pelo contrário, me sinto muito normal".
Em meio aos desafios, em maio de 2015 Luciana resolveu mudar sua relação com a patologia. Foi quando surgiu a ideia de criar um blog que falasse sobre a doença, as dificuldades e como enfrentar tudo isso. "Tudo aconteceu a partir do momento que a mãe de uma criança com Hemangioma me procurou desesperada".
A partir dessa conversa, Luciana quis fazer muito mais. E fez. "Imaginei o quanto poderia ajudar outras pessoas que tinham a mesma dúvida e passavam por um problema como o meu. Surgiu ai a ideia do blog como uma ferramenta para compartilhar informações e experiências", conta ela que posteriormente criou um canal no Youtube.
Com centenas de acessos diários, o “eutenhohemangiomaedai.com” se tornou referência. Além de falar sobre o tema, Luciana compartilha com os seguidores o seu dia a dia, mostrando que o a doença nunca foi um problema. "Vou a academia, trabalho, saio com os amigos, faço tudo que posso", destaca.
Tamanha atitude de imposição frente ao que para muitos é um problema, despertou a curiosidade do canal de televisão Discovery Channel, que apresenta documentários, séries e programas educativos sobre diversos temas como a tecnologia, ciência, meio ambiente, entre outros.
O contato começou há um ano entre o canal de televisão e a professora. Com o passar do tempo veio o convite para participar do programa “Meu corpo, Meu desafio”, que conta a história de pessoas que convivem com doenças e anomalias raras, mas que procuram enfrentar suas doenças de cabeça erguida.
Luciana foi escolhida entre centenas de pessoas no mundo todo para participar. Além dela, outras 10 pessoas em toda a América Latina estão participando do programa que deve ir ao ar no mês de setembro deste ano. A ideia é mostrar o dia a dia das pessoas e como elas superam os desafios.
Na sexta-feira (17), Vanessa Montenegro (produtora internacional) e Abigail Spindel (repórter cinematográfica) estiveram na FADEP acompanhando Luciana durante a colação de grau da turma do curso de Ciências Contábeis e, no sábado, do baile de formatura.
"Meu corpo, Meu Desafio é um documentário que seleciona centenas de casos no mudo todo e escolhe aqueles que trazem as maiores superações. Nosso intuito é de que mostrando isso ao mundo, outras pessoas que tenham a doença possam se espelhar no exemplo da Luciana e ver que é possível enfrentá-la", explica Vanessa.
O programa, de cunho científico, além de mostrar o dia a dia da professora também teve como sensibilidade entrevistar o médico que cuida de Luciana hoje. "Dessa forma, oportunizamos ao telespectador o acesso a conhecimentos mais técnicos e que muitas vezes não são compartilhados", detalha a produtora.
Feliz em poder mostrar que o Hemangioma em nada mudou sua vida, Luciana lembra que, independente da doença, o portador precisa ter alegria em viver. "É normal que a gente desanime muitas vezes, mas é preciso ter fé e esperança. Precisamos aproveitar o presente mais belo que temos, a vida, e vivê-la em sua plenitude".

Acompanhe na programação da RVP, nesta quarta-feira (29), uma entrevista exclusiva com Luiciana.

Fonte: Diário Reservense

Por Bibiane K. Munaretto

Fotos da Notícia



› Voltar

› Veja todas as noticias

PARCEIROS

PREVISÃO DO TEMPO

PROGRAMAÇÃO DO DIA

  • › 06:00 às 06:05 - Oração da Manhã
  • › 07:00 às 07:30 - RVP Notícias 1a Edição
  • › 07:30 às 10:00 - Bom Dia Cidade
  • › 10:00 às 11:50 - Alma da Terra
  • › 11:50 às 12:00 - A Voz da Esperança
  • › 12:00 às 12:05 - Pref. Munic. Coronel Vivida
  • › 12:05 às 12:30 - RVP Notícias 2a Edição
  • › 12:30 às 13:00 - Destaques Esportivos
  • › 13:00 às 15:00 - Sementes da Nossa Terra
  • › 15:00 às 15:30 - A Hora da Misericórdia
  • › 15:30 às 17:00 - Show da Tarde
  • › 17:00 às 19:00 - Entardecer Musical
  • › 19:00 às 20:00 - A Voz do Brasil
  • › 20:00 às 22:00 - Amigos pela Fé
  • › 22:00 às 23:00 - Experiência de Deus
  • › Veja toda a nossa programação