logo

A SEGUIR

"Oração da Manhã com o Padre Reginaldo Manzotti"

06:00:00 - 06:45:00

"Avisos"

06:45:00 - 07:00:00

Policia Civil age contra violência doméstica e furto no sudoeste

Na tarde do dia 15/04/2024, por volta das 18h, a equipe de investigação da Polícia Civil do Paraná (PCPR), delegacia de Mangueirinha, cumpriu um mandado de prisão contra um investigado de 20 anos por furto qualificado.

Ele foi preso devido ao envolvimento em um furto ocorrido na madrugada do mesmo dia, junto com outros dois suspeitos, em uma residência na região central do município.
O homem possui um extenso histórico criminal, com investigações e condenações por crimes patrimoniais, incluindo roubo e furto. Após a prisão, ele foi encaminhado para a Cadeia Pública de Pato Branco/PR, onde aguardará julgamento.

 

PCPR prende homens por descumprimento de medida protetiva

Nesta terça-feira (16), a Polícia Civil, delegacia de São João, prendeu, em São Jorge do Oeste, um homem de 45 anos por descumprimento de medida protetiva por violência doméstica.

Segundo as investigações, ele teria violado a medida protetiva, agredindo e ameaçando a ex-companheira. O mandado de prisão foi expedido pelo Juízo da Vara Criminal da Comarca de São João.

A delegada Paula Wisniewski relatou que, após tomar conhecimento dos fatos, a PCPR solicitou a prisão preventiva, que foi concedida pelo Judiciário e efetuada pela equipe policial. O homem foi encaminhado ao sistema penitenciário após a captura.

 

Lesão corporal contra adolescente

Em outra ocorrência, na manhã de sexta-feira (11/04), a Polícia Civil de Mangueirinha, prendeu preventivamente um homem de 28 anos por descumprimento de medida protetiva de urgência.

No início de fevereiro de 2024, a companheira do homem registrou ocorrência de lesão corporal contra o enteado de 12 anos e solicitou medidas protetivas, que foram expedidas pelo Judiciário.

A decisão judicial proibiu o homem de se aproximar e manter contato com a mulher e o adolescente, e determinou o afastamento do lar. Entretanto, ele desrespeitou a ordem judicial, tentando invadir a residência da companheira e ameaçando-a de morte.

Diante da gravidade da situação e com o objetivo de proteger as vítimas, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do homem, e o mandado foi expedido em 09/04/2024.

O homem já havia sido alvo de investigação em 2022 e condenado por lesão corporal contra o enteado.

 
Topo