Contas de água e luz suspensas, kit de alimentos e 400 milhões para as famílias de baixa renda

O governador, Carlos Massa Ratinho Junior, anunciou um pacote social nessa terça-feira para combater os efeitos da pandemia no estado.

 

Entre as medidas estão a elaboração de kits com os alimentos da merenda escolar que vão ser distribuídos para 320mil famílias além de entidades sociais e hospitais filantrópicos enquanto durar a pandemia. Para isso, o estado vai ampliar a compra da agricultura familiar, passando de 22mil para 25mil fornecedores. Segundo Ratinho Junior, 400 milhões do fundo de combate à pobreza vão ser usados para diminuir os efeitos da crise.

 

O governador também anunciou a ampliação da tarifa social de energia elétrica de 165mil para 217 mil residências e a suspensão do pagamento para quem tem esta tarifa da Copel e da Sanepar por 90 dias. Também não haverá corte de luz nem água para famílias de baixa renda, nem hospitais filantrópicos. Os pagamentos de mensalidade da casa própria adquirida pela Cohapar estão suspensos por 3 meses para 18 mil famílias.

O governador Ratinho Junior enfatizou que não não há motivos para temer o desabastecimento nem fazer compras em estoque.

 

 

Ratinho Junior anunciou também que vai lançar um pacote econômico com aporte do governo federal ainda esta semana, assim que a equipe econômica e a secretaria de planejamento finalizarem a proposta que vai atender o setor produtivo, entre comerciantes, microempresários e inclusive profissionais autônomos, como manicures e motoristas de aplicativo.

O governador disse ainda que nesta quinta-feira vai lançar junto com o secretário de saúde, Beto Preto, um mapa de planejamento para combate ao coronavírus e que os hospitais públicos, filantrópicos e privados do estado estão se organizando em conjunto para atender a demanda que vai haver por conta da Covid-19. Ratinho Junior lembrou que a batalha contra a pandemia depende de cada um tomar os cuidados para prevenir a doença e proteger as pessoas mais idosas que são as que mais morrem quando infectadas.

 

Topo