logo

A SEGUIR

"A Noite é Nossa"

19:00:00 - 21:00:00

"Oração do Santo Terço"

21:00:00 - 22:00:00

Não pode ir à Missa ou à adoração? Que tal enviar cartas a Jesus?

Uma paróquia encontrou uma forma diferente de aproximar os fiéis de Jesus Sacramentado neste momento de distanciamento social

Minha paróquia, como tantas outras, está com portas fechadas para as Missas. Somos apenas uma das inúmeras paróquias com um padre bom e devoto, paroquianos calorosos, forte comunhão e um coral que faria até o participante mais relutante querer participar da Eucaristia!

Existem ministérios cheios de fé e pessoas que se esforçam umas pelas outras. É difícil para nós nos separarmos desses amigos durante algumas semanas.

Apesar de compreendermos a decisão de nossas dioceses de suspender todas as Missas (inclusive as celebrações  da Semana Santa e da Páscoa), muitos de nós que se encontram nessa situação sentem muita falta de receber a Eucaristia e fazer a adoração.

Neste momento, ideias para nos mantermos próximos de Jesus e da nossa comunidade são bem-vindas. A nossa paróquia, por exemplo, apresentou um gesto concreto de amor ao Santíssimo Sacramento. O projeto, chamado de “Cartas à Presença Real”, é um pequeno gesto de amor que nós, paroquianos, podemos realizar como uma maneira proativa de visitar Nosso Senhor na Eucaristia, de fazer companhia a Ele de alguma forma, mesmo que não possamos estar lá pessoalmente.

O plano: como um pequeno ato de amor, pedimos aos paroquianos que enviem cartões e cartas a Jesus Eucarístico, aos cuidados de nosso sacerdote. Dessa maneira, Nosso Senhor, que merece toda a adoração que pudermos dar a Ele, sentirá nossa companhia nesta Quaresma ao ver cartas sendo colocadas na frente do tabernáculo durante esse tempo em que, por necessidade, o Santíssimo Sacramento foi mantido longe de nós. Trata-se de um lembrete visual e concreto de nosso desejo pela Eucaristia. Assim, nós leigos podemos inundar Nosso Senhor Eucarístico com bilhetes de amor, nossas intenções de oração, nossas cartas que manifestam nossa saudade.

Pode parecer algo pequeno, mas Madre Teresa nos disse para “fazermos pequenas coisas com muito amor”. E o melhor de tudo: é uma maneira de envolver a comunidade em uma ação concreta.

Quando as cartas, bilhetes e cartões chegam à igreja, eles são reunidos pelo padre e colocados em uma cesta grande no altar, perto do Santíssimo. Talvez nossas cartas ainda estejam lá quando retornamos à igreja! Isso seria incrível!

Um das cartas diz o seguinte: “Querido Senhor Eucarístico, eu amo você e desejo recebê-lo em breve. Saiba que eu vou ficar perto de você em oração, onde quer que eu esteja, mas estou feliz porque esta minha carta me aproxima fisicamente de você. Por favor, saiba que meu coração vai junto. E quando voltar à Missa, ficarei ainda mais grato por receber sua presença real”.

Que tal adotar esse belo exemplo na sua paróquia?

Topo