logo

A SEGUIR

"Rádio Saudade"

12:00:00 - 13:00:00

"Mistura Brasileira"

13:00:00 - 14:30:00

Fumantes têm risco maior de complicações por Covid-19

Quem fuma tem mais chance de enfrentar um quadro mais grave de Covid-19 se for infectado pelo novo coronavírus. Isto acontece porque o coração e pulmão já estão debilitados pelos efeitos do cigarro. 

O tabagismo ataca diretamente dois dos órgãos mais importantes do organismo humano: o coração e o pulmão. E é por isto que os fumantes estão mais vulneráveis a complicações ao serem infectados pelo novo coronavírus, como explica o cirurgião cardiovascular Luiz Fernando Kubrusly, diretor do Instituto do Coração de Curitiba.

O especialista alerta que é importante que fumantes cardiopatas redobrem o cuidado, de preferência, parem de fumar, continuem a tratar as doenças crônicas e fiquem atentos a qualquer alteração respiratória.

A boa notícia é que parar de fumar tem efeito quase imediato contra as complicações da Covid-19, porque em poucos dias o pulmão começa a reestabelecer a capacidade respiratória, como explica o cirurgião.

Para alguém que fumou por muito tempo, é preciso alguns anos para que o corpo se recupere dos efeitos do hábito. Conforme o cirurgião, apesar de alguns efeitos serem permanentes, o quadro geral de saúde tem um ganho significativo.

Topo