Libertadores: Clássico brasileiro define o melhor time da América

Depois de muitos anos, a Conmebol Libertadores volta a ter uma final brasileira: após atropelar o Boca em casa, o Santos confirmou a vaga na final diante do Palmeiras.

Na noite do último dia 13 aconteceu na Vila Belmiro o jogo de volta da semifinal da Libertadores. O Santos recebeu em sua casa o argentino Boca Juniors e logo aos 30 segundos de jogo mostrou que iria jogar com “sangue nos olhos”, quando Marinho chutou e acertou a trave. O jogo todo foi de um Santos partindo pra cima de um Boca que se defendia em seu campo. Aos 15 minutos, Soteldo mandou uma bola que desviou no braço de Lisandro López, porém enquanto os jogadores Santistas pediam pênalti e os do Boca negavam, Pituca pegou o rebote e balançou o capim no fundo da rede: 1 a 0. Com o Peixe na frente do placar, os argentinos se soltaram mais, porém em nenhum momento dominou a partida.

Após ir para o intervalo com a vantagem, o Santos voltou mais motivado a ampliar o placar, e foi exatamente o que fez logo aos três minutos, quando Soteldo avançou pela ponta da área e fez um golaço. Dois minutos depois, Marinho carregou para a linha de fundo e cruzou para o meio, onde achou Lucas Braga que completou para o fundo da rede, sacramentando de vez, a classificação do Alvinegro Praiano. O time Xeneize acabou perdendo a cabeça, e depois de pisar em Marinho, Fabra foi expulso. Os Santistas martelaram até o final do jogo, porém o placar final foi esse: 3 a 0.

Essa é a terceira vez na história que uma Libertadores será decidida por dois times brasileiros. As anteriores contaram com o São Paulo sendo campeão em cima do Atlhetico, e no ano seguinte o mesmo São Paulo sendo derrotado pelo Inter.

A chegada do Santos em mais uma final, dá a oportunidade da soberania em número de títulos, já que o Santos tem 3 Libertadores, assim como Grêmio e São Paulo. Já o Palmeiras busca seu segundo título da competição continental.

A ida à final, garante aos dois clubes paulistas pelo menos US$ 6 milhões (R$ 32 milhões) em caso de vice-campeonato, já para o campeão, o prêmio é um pouquinho maior, girando em torno de US$ 15 milhões (R$ 80 milhões).

Marque na sua agenda: a grandiosa final acontece no dia 30 de janeiro, último sábado do mês, às 17h. O campeonato será decidido em jogo único, que acontece no Maracanã, sem torcida.

Topo