logo

A SEGUIR

"Alma da Terra"

10:00:00 - 11:50:00

"A Voz da Esperança"

11:50:00 - 12:00:00

Médicos pedem fechamento urgente de tudo que não é serviço essencial no Paraná

Sindicato dos Médicos do Estado do Paraná defende lockdown completo no Estado na tentativa de controlar a pandemia que avança e deve trazer mais prejuízos, caso não haja mudança comportamental.

A cepa amazônica do coronavírus deve piorar a situação da pandemia no Paraná, que já enfrenta o colapso. Por isso é necessária a adoção urgente de medidas mais restritivas, com o fechamento de tudo que não é absolutamente essencial e a diminuição da circulação de pessoas. Esse é o posicionamento do Sindicato dos Médicos do Estado do Paraná. O presidente em exercício da entidade, Dr. Marlus Volney de Morais, explica o motivo do posicionamento da classe médica.

Segundo o médico, os ambientes que até então eram considerados controlados, para funcionarem terão que estar com medidas pelo menos 30% mais rígidas, já que a nova cepa do vírus tem uma capacidade de transmissão 30% maior.

 
Topo